Categorias

segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

Um banho de chuva para lavar a alma

Ontem quando começou a chover, peguei uma toalha, deixei no jeito, bem na entrada do apartamento e fui para a rua, caminhar na chuva, fui descalço, só de short e sem camisa, o objetivo era sentir a água da chuva tocar minha pele enquanto eu pensava na vida. Quando criança eu adorava fazer isso, com uma pequena diferença, tinha que pedir para minha mãe e se ela deixava era só alegria, quando ela não me deixava, eu ficava da janela, observando a enxurrada da chuva levar algumas folhas, galhos, e às vezes dava pra ver uma criança sortuda que a mãe tinha deixado brincar na chuva descendo pela rua na enxurrada, o chato era que eu não estava lá. Hoje eu posso tomar essa decisão sozinho e me lembro da primeira vez que eu resolvi sair caminhar na chuva para pensar na vida, foi num dia muito difícil para mim, eu não vivia um bom momento, me sentia muito triste, rejeitado, angustiado, traído e por ai vai, naquele dia dei umas 3 voltas no quarteirão e me lembro de ter chorado muito durante aquelas 3 voltas, era de madrugada, ninguém da minha família soube, aquelas voltas embaixo de chuva me ajudaram a aceitar que eu deveria me arrepender de ter feito algumas escolhas na minha vida, prometi a mim mesmo que não permitiria mais que aquilo acontecesse, prometi até que não me apaixonaria mais, nunca mais na minha vida. Mas já sabe né, sou pessoa normal e também faço promessas que não posso cumprir, ainda bem que na maioria das vezes as faço para mim mesmo, não que não seja frustrante quando não cumpro algo que combinei comigo mesmo. Era mais fácil e menos penoso sair brincar na chuva antes, quando criança eu não saia para pensar, saia para brincar mesmo, e era só divertido, nunca era doido. Ontem, sai para pensar nos planos para 2011, e foi doído ter que pensar em deixar coisas para trás, minha família, meu norte, é verdade que a distancia é pouca, um pouco mais de 400 km, mas imaginar ficar longe deles é muito triste. Os meus amigos, tem tantas pessoas de quem eu gosto aqui, vivo citando amigos meus aqui no blog, é tão estranho pensar em fazer novas amizades, não é ruim, mas é estranho pensar em ter que fazer novas amizades, conhecer pessoas novas é sempre bom, mas deixar amizades para trás é muito ruim. Fazer uma escolha é sempre ter que escolher deixar de lado algumas possibilidades, sonhei algum dia encontrar um amor e eu sei que esta pessoa existe, só que neste momento não quero nem ficar pensando muito nisso, nem escrevendo sobre isso, pois me encontro acreditando que até sei onde ela mora, e eu já me enganei tantas vezes, melhor seguir em frente com meus planos, de me mudar, respirar novos ares, se eu sei mesmo onde ela mora, então não vou conseguir fugir, e enquanto digito este texto a Radio Globo FM toca uma música do Freddie Mercury, que diz: "I was born to love you, with every single beat of my heart, yeas I was born to take care of you, every single day of my life" e eu penso,  e eu comentei com uma amiga: "Será que eu não nasci para amar e cuidar de alguém e permitir que essa mesma pessoa faça isso por mim?" No momento eu estou fazendo opção por escolher deixar esse e muitos outros assuntos de lado e seguir um rumo diferente para a minha vida, com certeza, quando eu já tiver feito tudo certinho, quando as coisas se acertarem e eu puder dizer que já estou estabelecido com as minhas decisões, o mais irá se acertar e eu vou poder sair para a chuva e assim como Don Lockwood (Gene Kelly), cantar, dançar, cantar, dançar e cantar...

2 comentários:

^LÊ disse...

OIEE... PODE ACREDITAR QUE EU ESTOU CHORANDO???? RSRS
ONTEM QUANDO ME FALARAM QUE VC TINHA SAÍDO CAMINHAR NA CHUVA, EU PENSEI, AI MEU DEUS!!MEU IRMÃO É DOIDO RSRS SAIR NESTA CHUVA, AGORA LENDO SEU TEXTO... LEMBREI CERTINHO QUANDO A GENTE FICAVA PEDINDO PRA MÃE NOS DEIXAR IR BRINCAR NA CHUVA... ERA BOM DEMAIS NÉ?? QUANDO ELA DEIXAVA ERA SÓ FESTA...

FAZER ESCOLHAS MUITAS VEZES NOS LEVA A ABRIR MÃO DA NOSSA ZONA DE CONFORTO, MAS TAMBÉM NOS LEVA A AMPLIAR OS HORIZONTES, A EXPERIMENTAR COISAS NOVAS, E O NOVO NA MAIORIA DAS VEZES NOS CAUSA "PAURA"...

PENSEI EM VC LONGE E ME DEU UMA "PAURA" RS, UMA SENSAÇÃO ESTRANHA... NÃO VAI SER FÁCIL NÃO MEU IRMÃO, MESMO COM AS NOSSAS PEQUENAS BRIGUINHAS, COM A MINHA CHATICE E IMPLICÂNCIA FICAR LONGE É SEMPRE DOLORIDO,
MAS ESTA SUA IRMAZINHA CHATA, QUER MESMO É VER VC FELIZZZZ, REALIZADO, E O AMOR.. AH ELE VEM, ACHO ATÉ QUE O SEU AMOR SE PERDEU NO CAMINHO ASSIM COMO O MEU... MAS LOGO LOGO ELE CHEGA RSRS NÃO PODEMOS DESISTIR NUNCAAAAAAAAAA....
EU AMOOOOOOOO VC!!!
BJSS

André Fonceca disse...

É maninha, me lembro muito bem de quando brincavamos na chuva, sem preocupações, sabe como é né, os anos passam, nós crescemos depressa e as preocupações começam a tomar muito do nosso tempo, ai parece que os anos ficam mais curtos e parece que cada ano passa mais rapido que o outro, só que o minuto continua a ter 60segundos, a hora continua a ter 60min, os dias continuam durando 24horas e o ano ainda tem 365 dias, estamos encurtando a vida, vou começar a assistir menos televisão, bem pouco telejornal e viver com um pouco mais de intensidade o que tiver pra viver...