Categorias

domingo, 3 de janeiro de 2010

HOJE FOI ASSIM


Oi pessoal, já percebi que vai ser bem complicado postar aqui todos os dias uma postagem sobre o meu dia, ontem, por exemplo, já não consegui, se bem que o meu sábado foi muito tranqüilo e eu praticamente não coloquei a fuça pra fora, sai de casa no fim da tarde pra ir até a casa da Izabel, ela tinha planos de viajar por uns dias e eu iria cuidar da casa dela até quinta feira, dormi de ontem pra hoje por lá e quando foi ao meio dia de hoje, ela chegou, resolveu não viajar, alguns maus presságios e a viajem não aconteceu. Bom vim pra casa e acabei não indo a piscina de novo, o plano era ira pela manhã e quem sabe ir a igreja a noite, não foi bem isso que aconteceu, eu havia convidado a Erica pra ir comigo assistir “Avatar” e hoje ao chegar da casa dos pais dela, ela me ligou e combinamos de ir.Fui ao centro comprar os convites antecipadamente,  e o Ângelo que é meu amigo e gerente do Cinema me mostrou a sala de projeção, o que é aquilo meu camarada, eu que gosto de tecnologia e trabalho com informática fiquei impressionado, tudo novo, um Micro com 8 HD’s pra rodar o filme em “Digital 3D” pensa num equipamento de primeira o som é uma loucura que só, se você ainda não foi assistir o filme, vá, mas vá no Avenida, a sala 4 é show de bola, por falar no filme, preciso falar do filme aqui e nem sei por onde começar, vou tentar começar do início ta e pode continuar lendo, não vou contar nada do filme nem fazer ninguém perder o interesse.

Pra começar pelo Início, tenho que começar agradecendo a companhia da minha amiga “Erica” que ta na foto comigo, ela não só foi minha companhia como também foi minha carona, eu to com o carro quebrado desde antes do Natal, e pra falar a verdade atualmente ele está com dois pneus arriados. Chegamos ao Avenida Center as 18:20 e ficamos na fila até dar a hora da sessão, fomos ver a sessão das 19:30 que começou uns 10min atrasada, ficamos na fila, ali no Avenida Center na altura do Café, bem em frente a entrada do Boliche, tomamos um suco gelado cada e por volta das 19:15 as pessoas que estavam na sala 4 assistindo o filme, começaram a sair e a expressão delas não nos deixou muito convencidos sobre o filme, tive a impressão de que causou certa estranheza tanto em mim quanto na “Erica” as pessoas saem do filme meio caladas, imaginei que poderia ser cansaço já que o filme é um pouco longo, tem mais de 2 horas de duração, finalmente pouco depois das 19:30 entramos na sala, eu não via a hora, tava muito calor ali fora. O lance do 3D já começa com os trailers, vem ai o Ogro mais querido do mundo do cinema em 3D, eu vou com certeza, pois assistir a um filme em 3ª dimensão foi definitivamente a experiência mais incrível que eu já tive com o cinema, algumas vezes você chega a se mexer na poltrona, outras vezes fica com cara de bobo diante das belíssimas imagens que o filme tem e que o efeito te faz sentir como se pudesse tocar, o filme é ótimo, tem uma história linda, e muita ação. Imagino que cada um possa tirar uma lição diferente de tudo que o James Cameron conseguiu montar na história contada ali, pra mim o que fica claro é a mensagem que passa para nós seres humanos, estamos nos distanciando cada vez mais da nossa própria natureza, estamos destruindo tudo que nos faz bem, por ganância por dinheiro, por poder, a Natureza nos da tudo de forma gratuita e tem pagado um preço muito alto por isso, termino dizendo algo que muita gente já ouviu e que eu comecei a questionar ainda criança.

Aprendemos na escola que os portugueses quando aqui chegaram, essa era uma terra de ninguém, e desde então o “homem branco” vem destruindo a natureza que até então era com certeza muito bem cuidada pela “Nação Indígena” que já vivia aqui a muitos e muitos anos, será que essa era mesmo uma terra sem dono, será que eles tinham mesmo o direito de invadir e colonizar tudo, o homem nasce, cresce, se torna um adulto, fica bobo e casa, acho que é diferente, nascemos, crescemos, estudamos, fazemos faculdade, alguns até concluem mais de um curso superior, e ai começamos a agir como se fossemos realmente superiores, Carl Sagan disse, não somos nada vistos do espaço, somos uma partícula, e estamos destruindo tudo, sem nem parar pra pensar que depois não teremos pra onde ir, vamos ficar sem um lar, a mãe terra está triste, espero que quem assistiu o filme e leu isso aqui também consiga sentir um pouquinho de dor na consciência e pare pra pensar no quanto estamos fazendo de mal pra nossa querida mãe terra, um abraço a todos e fiquem com Deus.
Clique aqui e veja o vídeo "Pálido Ponto Azul"

Nenhum comentário: