Categorias

domingo, 29 de maio de 2011

As Crianças da Minha Rua

Ontem foi um dia interessante, um sábado diferente. De um tempo para cá meus sábados tem sido trabalhar, SESC de manhã e a noite com o Alexandre na Audio Produções, ontem foi o derradeiro sábado que eu tive que comprarecer ao SESC para atender aos alunos da Millenium computadores, eu ainda estarei lá cumprindo meu dever como professor de informática amanhã e terça feira, que é quando se encerra o contrato da Empresa do Domingos com eles, na quarta pretendo ir até lá só por conta do FEMUCIC mesmo, vi alguns dos meus alunos, talvez pela ultima vez, a Stela, o Bruno, a Célia, alias, essa semana foi quase toda ela de despedidas, em alguns horários, a palavra aluno, tem sido singular, já os sentimentos que se somam a esse momento, são plurais e as vezes até demais, poucas são as pessoas que me conhecem e sabem o quanto eu me torno frágil em algumas situações, e quando estou triste, um dos primeiros sintomas que aparecem é a baixa imunidade, meu sistema imunologico me deixa, me abandona, ontem quase chorei assistindo um trechinho do Lata Velha no programa do Luciano Huck, estou convicto de que tudo vai melhorar, creio mesmo que meus desejos e sonhos que são assim bem plurais, ainda vão se realizar, no momento não me sinto negativo, é que qualquer despedida é sempre triste, não consigo evitar. Ontem, quando voltei para casa, por volta das 20:00hs, encontrei alguns de meus vizinhos brincando na calçada, 3 crianças, a Beatriz(12) e o Gabriel(12) que são filhos da professora Fernanda e a Bruna(14), que mora em frente a casa da Bia e do Gabriel, como todos sabem eu adoro crianças e sempre me divirto muito na companhia delas, a Beatriz por exemplo já leu bons livros, a mãe dela incentiva muito a leitura por parte dos filhos, o Gabriel no momento se encontra em abstinência de PS, não sabe o que significa? eu explico, acontece que pelo que eu entendi, ele andava se concentrando muito no Play Station 2 e a Fernanda achou melhor separar os dois por um tempo, e a Bruna, nossa, pensa numa menina inteligente, ela só aprendeu até agora o inglês que é ensinado na escola, mas já sabe muito mais do que muita gente que eu conheço e que já estudou inglês de forma particular, ela gosta muito de música e as usa para aprender, desde já ela se preocupa em não ficar cantarolando uma música em inglês sem saber o que está cantando, então ela vai para a internet para saber o que diz a letra da música que ela gosta, e pensa numa menina que tem a voz afinadinha e canta muito bem, é sério, gostei muito, alias, gostei demais do fim de tarde ontem, fiquei quase duas horas conversando com essas crianças aqui em frente ao prédio, um pouco antes de eu subir, chegou também a Fernanda, que é irmã da Bruna e tem 12 anos, a Fernanda assim como a Beatriz, é um serelepe, as duas juntas me fizeram perceber que por mais que o mundão hoje em dia esteja deixando em mim uma dúvida muito grande sobre se vou mesmo querer por um filho no mundo, o importante mesmo é que eu não me deixe contaminar e continue sendo um sujeito saudável tanto no aspécto físico quanto  no mental, pois só assim terei condições de transmitir o mesmo de forma positiva para as pessoas que amo, obrigado pelo encontro Gabriel, Bruna, Beatriz e Fernanda...

Um comentário:

Ana Paula da Silva disse...

OLÁ...ENTÃO....MEU AMIGO...DÉ...É ASSIM Q EU O CHAMO...RSRS...PRA QUEM NAO SABE.....
PEDIUU QUE COLOCASSE ESSA PEQUENA FRASE...EM SEU BLOG...POIS ELE ACHOU....LEGAL?? INTERESSANTE???...SEI LÁ...O Q....AKKKKKKKARRSRSR,,ENFIM,TALVEZ VCS...GOSTEM TBEM...BRIGADINHA DÉ...BEIJOS..ANA PAULA-SESC

E daí se eu passar o Dia dos Namorados sem Nnamorado? Eu também não passo o Dia do Índio com um Índio, nem o Dia da Árvore com uma Árvore, muitos menos o Dia de Finados, com Difunto....
É ISUUU AIII.....