Categorias

quinta-feira, 19 de agosto de 2010

MEU BONZINHO FAVORITO!!!

Ontem fui assistir o filme "Meu Malvado Favorito" e conhecer mais uma das novas salas de cinema do shopping "Maringá Park", eu já tinha ido la duas vezes na semana passada, na terça dia 10, fui assistir "A Origem" na companhia da Luluzinha e da nossa amiga Sandra Miwa, a crítica da revista Veja recomendava para assistir a esse filme na maior tela possível e como aqui em Maringá não temos nenhum cinema com tela "IMAX" acabei sem querer descobrindo que as novas salas do Cinesystem dão conta do recado, na sexta fui em companhia do Alan Bariane assistir o lançamento do filme "Os Mercenários". Ontem com a Erica, o Neto, a Bruna e a Luh, assisti "Meu Malvado Favorito" o filme é 3D e aqui vai uma recomendação, quando for assistir, não saia da sala antes de acenderem as luzes. O filme é muito bom, a história é bem interessante e mais uma vez volto a dizer que é válido também pela lição que está ali presente no enredo todo. Depois que você for assistir, se quiser deixe seu comentário aqui no blog, o que eu consegui aproveitar do filme e que posso transmitir aqui é o seguinte. Nós somos o espelho daquilo que assistimos nossos pais e educadores fazerem em nossa infância, somos moldados de acordo com o que recebemos. Um adulto carrancudo e durão, difícil de lidar, quase sempre foi tratado desta forma, se você tem amor para dar, é porque foi isso que você recebeu, nós só aprendemos a oferecer de acordo com o que recebemos, o personagem principal do filme não é na verdade um ser malvado e sim alguém que nunca foi muito bem amado, o tipo de pessoa de quem pode se dizer que "é um mal amado (a) mesmo viu". O que em minha opinião não pode ser regra para afirmar que essa pessoa não mereça uma segunda chance, fomos feitos a imagem e semelhança do criador e ele não nos fez para o mal, ainda que muitos estejam a praticar maldades pelo mundo a fora em nome de Alá. Leve seus filhos para ver o filme e faça como fez um pai que estava saindo do cinema e conversando com seu filho sobre a história do filme, tenha um tempo para conversar sobre o conteúdo que foi abordado ali, faça valer à pena não só pelo efeito 3D, mas também pelo aproveitamento psicológico que dali se pode tirar.

Nenhum comentário: