Categorias

domingo, 23 de maio de 2010

Com gostinho de quero mais...

Assistindo o encerramento do FEMUCIC cheguei a seguinte conclusão pessoal...
Este é pelo menos pra mim, sem dúvida o evento cultural mais importante que acontece em Maringá, já virou tradição e só ganha em qualidade a cada ano que passa.
Hoje vimos VÓ MERA E SEUS NETINHOS DE JÃO PESSOA NA PARAIBA COM A MÚSICA - COCO DE RODA EM PARAIBA EM 1966 - Vó mera fez sua segunda apresentação no festival, a primeira aconteceu na noite de sexta, e junto com sua trupe levou o publico ao delírio com sua aquecida apresentação. O GRUPO SEMENTE DE VULCÃO DE RECIFE - PERNAMBUCO, APRESENTOU SUA MÚSICA - VÍCIO, numa apresentação bem performática. Fiquei muito feliz também por poder rever a Catarinense la de Joinville ANA PAULA SILVA que apresentou um samba chamado NUANCES DE AMOR. Entre várias apresentações, vi a BAHIA muito bem representada pela Soteropolitana JULIANA RIBEIRO e sua canção RODA NO SAMBA.
"Beto Brito estava la, foi ele quem nos fez rir ou fazer silencio, pra ouvir o que ele tinha pra falar... mal sabíamos nós, o que ele, o FEMUCIC e seu pessoal... tinham guardado pro final. Beto Brito também cantou e a todos cativou, pois de uma coisa tenho certeza, um lugar em nossos corações, este moço conquistou. Gente Cordel não é o meu forte, antes de digitar este texto confesso que  idéia eu não fazia... do que eu aqui diria... ainda me considero muito jovem e estou em busca do meu norte... Continuarei nesta lida, pois depois destes quatro dias, creio ter mais certeza do que eu quero pra minha vida."
O encerramento com o Hino a Maringá foi uma grata surpresa e um belo presente que os Maringaeses jamais vão esquecer, obrigado FEMUCIC
Logo que comecei a pensar esse texto a TV ainda estava ligada, tenho uma dificuldade muito grande pra por em palavras meu pensamento quando estou ouvindo conversas paralelas e em minha casa isso as vezes é impossível de ser evitado, quase sempre meus melhores textos acontecem no silencio da madrugada, acabo de ter um certo atrito com minha irmã Aletér, pois quando começou a brotar esse ai em cima que parece ter sido meu primeiro cordel, ela veio e quis ligar a TV da sala que eu acabara de desligar, alias neste momento ela ainda continua a falar comigo, é minha irmã gente, eu a amo muito, mas tem hora que da vontade de...
Ano que vem tem mais FEMUCIC e eu pretendo é levar o micro pro meu quarto, e assim não ter mais que  enfrentar essas situações, nem por esse mesmo motivo ficar com vontade de... levar meu micro pro quarto na madrugada só pra poder terminar um texto. Um abraço a todos e fiquem com Deus.

Nenhum comentário: